quinta-feira, 21 de junho de 2018

"HOMO SAPIENS" ?!!!

..

“Não se pode perder oportunidades únicas por causa de coisas insignificantes”. Este é um pensamento de um homem cujo nome pertence à História Universal.
Dito assim, parece tudo pacífico. Mas não é: o pensamento foi usado numa formalidade académica em Inglaterra, na Universidade de Exeter, e foi censurada sumariamente. Porquê? Passo a explicar.
O autor do inócuo pensamento foi o Marechal Rommel, comandante das tropas nazis de Hitler no Norte de África. Logo, sendo um nazi, quanto disse tem de ser apagado. Se Rommel descobrisse a quadratura do círculo, o caminho mais longo entre dois pontos, ou a rota da fuga dos chatos para o Egipto, mesmo que estivesse certo, estava errado. Faz parte da natureza humana ser partidário e intolerante e os primeiros partidários e intolerantes são os apartidários e tolerantes ― o Homo sapiens é um animal complicado!
...
.

NÃO POSSO ! ! ! . . .

.

.
Será que...???

.
Não posso !!!... .
.

MÁQUINA DE FAZER GOLOS ? !

.

.
Máquina de fazer golos?!
Não exageremos!...
.

SOLSTÍCIO DE VERÃO

.
.
O Sol a nascer hoje em Stonehenge, na Inglaterra, no Solstício de Verão, dia em que o Hemisfério Norte tem mais horas de luz solar que em qualquer outro dia do ano..
...

JUSTIÇA PARA PATRÍCIO

.
.
Vitória difícil contra Marrocos!

Ganhámos graças a Ronaldo 
a grande performance de Rui Patrício*****
. 
.

CORRIDINHO

.
.
(Com colaboração de António-Pedro Fonseca)
.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

OS GRANDES VELEIROS

.
..

OU ENTRA MOSCA OU SAI ASNEIRA

.
.

MENSAGEIROS DOS ASTROS

.

Hoje, quando procurava outra coisa, "caiu-me" no ecrã a página com as previsões e conselhos da Maya ― com ípsilon, pois claro! Foi uma grande sorte, quase a sorte grande. Escreve a “astróloga” assim:


Deve pensar bem antes de fazer promessas ou assumir compromissos. Defina metas com muito rigor e leve acordos até ao fim. 


Estão a ver? Imaginem que não tomava conhecimento de tal. Que não tinha lido a Maya! Uma tragédia não digo, mas perto! Logo eu que sou mais de fazer promessas e assumir compromissos que candidato a câmara municipal; de definir metas sem qualquer rigor quase diariamente; e nunca levar acordos até ao fim, logo eu ia passando por cima do texto da Maya sem o ler, ou até nem passar por cima dele.
Grande sorte a minha, mas acho que a inevitabilidade do fenómenos estava escrito nos astros que falam com a Maya e não só.



.

CHAPÉUS HÁ MUITOS

.
...

ESLOVÉNIA ― INDÚSTRIA DO VIDRO

-
- Clique na imagem para ver -
(Demora 11 segundos para começar)
.

....

A PEDIDO

-.
.

THE MONARCH OF THE GLEN,

-
.
A imagem é do quadro The Monarch of the Glen, do pintor Edwin Landseer e é uma das mais famosos pinturas de animais em todo o mundo. Não é exposta ao público desde 1851 e vai agora ser apresentada na National Gallery.
....

PERGUNTA PERTINENTE

.

A MIRA DOS MARINHEIROS

.
.
Farol de Kermorvan, Bretanha, França
-

terça-feira, 19 de junho de 2018

OS GRANDES VELEIROS

.
.

SEM TÍTULO E SEM LEGENDA

.
...

EINSTEIN E AS CIÊNCIAS DA VIDA

.

..
Suponho que já aqui citei Einstein quando dizia que o mais incompreensível no Universo é que ele é compreensível. A afirmação é óptima, pela ironia, mas uma boutade.
Na realidade, conseguimos “ver” e compreender a colisão e fusão de dois buracos negros a mil milhões de anos-luz de distância, mas fizemos poucos avanços no tratamento de uma vulgar constipação, por exemplo, na compreensão e previsão do comportamento humano, ou nas ciências sociais em geral. É que a Astronomia pode ser convertida em equações matemáticas e, consequentemente, é muito mais fácil que a Biologia e as ciências humanas. Einstein falava da Física e não destas.
O animal, homem incluído, também é formado por átomos ― de proteínas, lípidos e hidratos de carbono ― em órgãos diferentes como ossos, músculos, vísceras e por aí fora, mas tais átomos não podem abandonar o plano geral do ser vivo, como os átomos de cloro e sódio de uma pedra de sal marinho, que continua a ser sal marinho mesmo depois de esmagada. Para não falar do que, tudo leva a crer, é uma “secreção” do córtex cerebral, a actividade psíquica.
As ciências da vida não cabem na ironia de Einstein e é pena ― dizem-no todos que alguma vez tiveram de trabalhar com elas

.

O VIRA CELESTIAL

.
-
Nas áreas circumpolares, as estrelas não “nascem” nem se “pôem” ― estão sempre presentes no horizonte celeste, embora não se vejam durante o dia. 
Com o movimento de rotação da Terra, a latitudes superiores a 41 graus, descrevem figuras aproximadamente circulares em volta da Estrela Polar, sempre dentro do nosso horizonte.
As estrelas da Ursa Maior, por exemplo, estão nessas condições, como mostra a animação em baixo. Exposições fotográficas de muitas horas captam imagens como a mostrada em cima.
.
.

EXPLIQUEM-ME PORQUÊ !

.
.

PONTO DE VISTA

.
.
Veado ou pavão?
.

FALA-ME DO OUTRO LADO QUE DESTE NÃO OUÇO NADA

.
.
Não sou um admirador de Rui Rio, como já se percebeu,  mas também não caio no exagero de não apreciar o que faz e diz bem. E ontem, ou coisa parecida, nas Jornadas do PSD, falou bem quando disse a páginas tantas:

O discurso do milagre económico do Governo é uma aldrabice política.

E deu dois exemplos:

― A não descida do imposto sobre os combustíveis quando o preço das matérias primas subiu.

― A contagem do tempo integral dos professores (o executivo prometeu o que sabia de antemão que não podia cumprir.

E acrescentou:

A posição do PSD não é empurrar o Governo para a irresponsabilidade. Isso é função do PCP e do BE. Nós não temos essa função, mas temos outra, que é a de obrigar o Governo a falar verdade às pessoas.

TAL E QUAL.
,..

segunda-feira, 18 de junho de 2018

OS GRANDES VELEIROS

-
....

CASTELO

.
.

EL SOMBRERO

.
.

ASSIM NASCE UMA ESTRELA

.
.
.
- Pode (e precisa de) puxar a imagem paira baixo, a partir do minuto 2:20, para ver a concepção do astro -
...

NESTE DIA

.

Neste dia, há 76 anos, nasceu Sir Paul Mc Cartney
.

NO VENTRE DA TEMPESTADE

.
.
Tempestade fotografada do cockpit de um avião 
comercial do Equador pelo piloto Santiago Borja
.

FEISSEBUQUE

.

Com o título “Finalmente aderi ao feisseque…”, li hoje um texto  que não me lembro de quem é ― peço desculpa ao autor ― que reza em parte assim:
Actualmente, estou a tentar fazer amigos fora do Facebook … mas usando os mesmos princípios. 

Todos os dias saio à rua e durante alguns metros acompanho as pessoas que passam e explico-lhes o que comi, como me sinto, o que fiz ontem, o que vou fazer mais tarde, o que vou comer esta noite e mais coisas.

Entrego-lhes fotos da minha mulher, dos meus filhos, do meu cão, minhas no jardim, na piscina, e fotos do que fizemos no fim de semana.

Também caminho atrás das pessoas, a curta distância, ouço as suas conversas e depois aproximo-me e digo-lhes que “gosto” do que ouvi, peço-lhes que a partir de agora sejamos amigos e também faço algum comentário sobre o que ouvi. Mais tarde, partilho tudo quando falo com outras pessoas.

E funciona…

Já tenho 3 pessoas que me seguem…

São dois polícias e um psiquiatra.
(fim de citação)
.
ESTÁ PERFEITO!...
DIGO EU...
.
.
.

domingo, 17 de junho de 2018

MOSTEIRO

.
.

LER A MENTE DE UM CÃO

.
.

EÇA SEMPRE!


.
[…] Antero resumiu, com desusado brilho, o tipo do académico revolucionário e racionalista: e daí começou a sua popularidade - e a sua lenda. Não recordo, nem sei se é histórica, essa temerária noite, em que ele, durante uma trovoada, e de relógio na mão, intimou Deus a que o partisse com um raio, dentro de sete minutos, no caso de existir. Desconfio do altivo episódio. Antero não tinha relógio; a sua exegese era já muito fina para assim confundir as maneiras de Jeová com as de Júpiter: - e, se lançou o desafio satânico, foi rindo alegremente do excesso da sua fantasia. Mas é certo que ele se afirmou sempre como o grão-capitão das nossas revoltas, desde aquela que derrubou o bom tirano Basílio, até à que nos levou para o Porto, uma noite, entre archotes, ganindo a «Marselhesa». Todos os «Manifestos ao País», que a tradição nos impunha no começo destas sedições, saiam da pena de Antero: - porque já ele era, além da melhor ideia da Academia, o seu melhor verbo. […]
.
Eça de Queirós in "Vida de Antero de Quental"
.

DESCUBRA AS DIFERENÇAS

.
...

VILLA ROMANA DEL CASALE

.
..

POLITICAMENTE INCORRECTO

.
...
As línguas humanas são muitas, umas melhores outras piores, mas todas úteis ― daí terem nascido por tudo quanto é sítio, de uma forma ou outra, com cambiantes condicionados pelo tipo de vida dos falantes e suas características morfo-funcionais. O chinês fala chinês, o japonês fala japonês, o português fala português e rebabá, por razões que levariam um ano a perceber, mesmo que superficialmente, e talvez não conseguisse.
Pelo exposto se entende que uma ideia expressa numa língua pode não corresponder à mesma ideia noutra língua diferente, ainda que traduzida correctamente. Por exemplo, mind the step em inglês é 'atenção ao degrau', mas também pode ser ocupa-te do degrau, ou cuida do degrau. O sentido real é estabelecido por convenção tradicional.
Se passar da ideia à palavra é complicado e sujeito a erros, passar da palavra à ideia é também muitas vezes arriscado. Vem este relambório a propósito de notícia que li hoje, intitulada “Diários de viagem revelam o lado racista de Einstein”. E porque se revela Einstein racista, nesta época anti-xenofóbica, em que eu sou o campeão da anti-xenofobia, mais anti-xenofóbico que tu? 
Einstein era racista porque escreveu, em papeis pessoais ― o diário privado, agora devassado ― coisas como “os chineses são um povo diligente, imundo, e obtuso” ou, “no Sri Lanka, os autóctones vivem em grande imundície e grande fedor”. E nem os japoneses escapam, pois Einstein terá ficado com a convicção de que “As necessidades intelectuais desta nação parecem ser mais fracas do que as necessidades artísticas”. Imagine-se!
Há a história do menino mau aluno a quem o professor perguntou: se o teu pai te der um pão e a tua mãe outro pão, com quantos pães ficas? Fico com dois, respondeu. E, se o teu irmão te der outro e tu deres dois à tua irmã, com quantos ficas. O senhor professor está a fazer perguntas muito difíceis que não fazem parte do programa, respondeu o menino. Einstein, sendo um génio, não conhecia o programa que aí vinha. Não foi capaz de prever que falar sobre o fedor dos autóctones do Sri Lanka, ou sobre a imundície dos chineses ― que eram factos conhecidos ― viria a ser manifestação de xenofobia no século a seguir.
Quanto a mim, tenho a certeza que toda aquela gente tinha casas de banho ainda mais bonitas que o Estádio de Alvalade e não se aliviavam entre o milho.
.
..

O ALMOÇO DO FLAMINGO

.
.

ASCOT

.
.
Eh... Eh... Eh...
.

sábado, 16 de junho de 2018

ESPANHA

.
.

UMA IMAGEM PARA AMANHÃ

.
.
Floresta de Cimento
(Fotografia de Cathy Ardila)
.

JOGAR FUTEBOL

.



.