terça-feira, 31 de janeiro de 2017

QUANDO O ESPAÇO ERA FICÇÃO CIENTÍFICA

.
       Pickering, Van Allen e von Braun (Esq-Dir) com um modelo do Explorer 1
.

A 4 de Outubro de 1957, os russos lançaram o primeiro satélite artificial da Terra, o Sputnik 1. Pouco menos de quatro meses depois, os americanos lançaram também um satélite, o Explorer 1, em 31 de Janeiro de 1958, faz hoje 59 anos.
Com 14 quilos, o Explorer 1 media 2,03 metros, havia sido concebido por  William Hayward Pickering, do Jet Propulsion Laboratory,  transportava um sensor de raios cósmicos criado por Van Allen e foi colocado em órbita terrestre por um foguetão projectado por von Braun, cientista alemão que havia trabalhado para o governo Nazi durante a II Guerra. 
O Explorer 1 completava uma órbita em volta da Terra em 114,8 minutos, fazendo 12,54 voltas por dia. Fez 58.000 órbitas até 31 de Março de 1970, quando foi "cremado" pela atmosfera terrestre.
As suas observações  permitiram confirmar a existência de "cintos de radiação" em volta do planeta, agora chamados "Cintos de Van Allen".
.

Sem comentários:

Publicar um comentário