domingo, 27 de fevereiro de 2011

CIÊNCIA DE CARREGAR PELA BOCA

.
Peixes planos. São isso mesmo: finos, achatados e, adicionalmente, quase sempre assimétricos. É o linguado, a solha, o pregado, blá, blá, blá. Quando jovens, nadam como os outros peixes, em pé. Mas, com o desenvolvimento, passam a andar de lado, com uma face voltada para cima e a outra para baixo, como diria o senhor de La Palice, e vivem no fundo das águas, onde frequentemente estão camuflados para escapar aos predadores. A face superior torna-se escura e a inferior é branca. Na infância têm um olho de cada lado do corpo mas, com a postura deitada, o olho inferior torna-se inútil. Ou perde funcionalidade, ou migra para o lado superior, onde podem ver-se dois olhos, embora nem sempre isso aconteça.
O lado do olho, ou olhos, é habitualmente o mesmo em cada espécie mas, por vezes aparecem exemplares ao contrário. Isto é, há esquerdistas e direitistas. Por exemplo, Louçã é um peixe chato, literalmente, com os olhos todos na esquerda. Voilá!
.

Sem comentários:

Publicar um comentário