sexta-feira, 28 de setembro de 2018

DISCURSO LONGO E PONTO FINAL FORA DE TEMPO

---
O ex-Presidente da República Cavaco Silva considerou, na Quarta-Feira, que a não recondução da PGR, Joana Marques Vidal, foi a decisão mais estranha do Governo que geralmente é conhecido como “gerigonça”. 
Por sua vez, o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, interrogado pelos jornalistas sobre aquela declaração, afirmou: […] entendo que, desde que exerço estas funções, não devo comentar nem ex-Presidentes, nem amanhã quando deixar de o ser, futuros Presidentes, por uma questão de cortesia e de sentido de Estado, e não me vou afastar dessa orientação.
Chegados aqui, pergunto eu ao actual Presidente da República: o que são as suas declarações senão um comentário crítico sobre o comportamento do seu antecessor? Em boa verdade, e para estar de acordo com a posição que defende, deveria apenas ter dito: “Não comento” ― e punha aqui um enorme ponto final.

---

Sem comentários:

Publicar um comentário