domingo, 31 de julho de 2011

O SEGREDO É A ALMA DO NEGÓCIO

.
O caso do ex-director dos Serviços de Informação Estratégica e de Defesa, Jorge Silva Carvalho, percebe-se cada vez menos, em razão inversamente proporcional ao número de esclarecimentos que vão
surgindo. Primeiro não havia informações transmitidas à Ongoing; depois havia mas de um computador pessoal e com autorização superior. A seguir os superiores declaram não haver autorização nenhuma, e agora a autorização seria genérica e implícita, ao abrigo de um “programa de parceria com empresas nacionais estratégicas, em geral, e não, obviamente, a uma autorização para o envio de informação a empresas em particular, muito menos à Ongoing".
Que dizer sobre isto? O melhor é não dizer nada porque, obviamente, não se pode falar sobre o que é secreto; e estamos ocupados com um ex-director de um serviço secreto que, naturalmente, se ocupa de matérias secretas, de forma indispensavelmente secreta. Quem somos nós para nos imiscuirmos em tanto secretismo?
Mas permita-se uma reflexão. Conhecida que é a vulnerabilidade do correio electrónico, não acham estranho e tosco a troca de informações secretas entre o director de um serviço secreto e uma empresa particular por e-mail? Eu acho! Se foi correspondência legítima, já era muito tosco. Mas se foi qualquer coisa menos legal, então entramos no tosquíssimo.
...

Sem comentários:

Publicar um comentário