terça-feira, 2 de outubro de 2018

PROBLEMA ANTROPONÍMICO

---


O nome ou os nomes próprios das pessoas são escolhidos usando critérios subjectivos. Esses nomes próprios, muitos mas não infinitos, são compartilhados por imensas pessoas. Provavelmente por isso, além do, ou dos nomes próprios, os novos cidadãos recebem mais nomes com a junção de outros, habitualmente usados na família, chamados apelidos. Admito estar a escrever calinadas onomásticas em matéria de que percebo zero, mas é um palpite.
Falo nisto porque acabo de ler que o novo Director da Polícia Judiciária Militar é o Comandante Paulo Manuel José Isabel cujo nome completo só tem nomes usados quase sempre como próprios, incluindo um feminino. Se alguma vez tiver de me referir ao Senhor, não irei escrever Comandante Paulo Manuel José Isabel, mas qualquer coisa mais simples. Não Comandante Isabel, sendo do sexo masculino; talvez apenas Comandante José Isabel, o que também não soa muito bem, mas não encontro melhor forma.
---
---

Sem comentários:

Publicar um comentário