domingo, 13 de janeiro de 2019

CONSCIÊNCIAS TRANQUILAS

---

O Parlamento português parece cada vez mais uma fortaleza de defesa dos deputados e dos seus privilégios. Com inusitada frequência surgem no espaço público notícias sobre irregularidades e vilanagem. E logo se ouve um deputado declarar que tem “a consciência tranquila”, cliché cada vez mais utilizado pelos corruptos.
.
António Barreto in "Público"
---

Sem comentários:

Publicar um comentário