terça-feira, 24 de novembro de 2009

BOCHECHAS E BOCHECHOS

Dizem-me que a Justiça vai mal em Portugal. Mas como poderia ir de outra forma num país em que o Senhor Presidente do Supremo Tribunal de Justiça participa na calçada da rua em conferências de imprensa e briefings sobre processos sigilosos que tem entre mãos e onde afirma, entre outras coisas, que as certidões lhe chegam “às bochechas”? Ficamos, ainda assim, sem saber se são recebidas aos poucos, ou se já lhe atingem a altura das mandíbulas. Mesmo considerando a sua pequena estatura, física mas não mental, convenhamos que, a confirmar-se a segunda hipótese, se trata de uma verdadeira preia-mar judicial, explicação cabal para a trapalhada forense em curso.

Sem comentários:

Publicar um comentário