segunda-feira, 25 de junho de 2012

SONS DA MADEIRA

.
.
Todos os anos as árvores ganham uma camada de crescimento entre a madeira velha e a casca. As características de cada  camada dependem das condições em que a árvore viveu nesse ano, nomeadamente do clima. O estudo dos anéis de crescimento permite não só conhecer a idade da árvore, mas também saber como foi o clima no ano de cada anel, incluindo a temperatura média, a humidade relativa, a pluviosidade, a nebulosidade, blá, blá, blá. Como há árvores com muitos séculos, a informação é abundante, muito útil e extraordinária porque permite suprir lacunas decorrentes da ausência de registos de há uns tantos anos para trás.
Mas não é isso  que me traz aqui agora. Do que quero falar é da ideia de Bartholomaus Traubeck,  compositor alemão, e do seu projecto "Years". Traubeck corta discos finos dos troncos das árvores para colocar num suporte semelhante ao dos gira-discos vulgares. Tem um sistema de leitura óptica, como se fosse a agulha da grafonola, que se desloca gradualmente no sentido do centro do disco. Os impulsos luminosos colhidos pelo sensor são transformados electronicamente em sons de piano e outros instrumentos, produzindo-se música: o que Traubeck chama música dos anéis dos anos das árvores.
A ideia é curiosa e Traubeck tem um disco editado, tanto quanto sei; eventualmente mais.
Ouça em baixo uma demonstração.
.

.
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário