quinta-feira, 3 de setembro de 2015

HISTÓRIA DE UM MITO

.

Já todos ouvimos falar de discos voadores. Tudo começou em 24 de Junho de 1947. Um piloto amador, de seu nome Ken Arnold, quando voava sobre as Montanhas Cascade em Washington, disse ter visto nove objectos voadores movendo-se como pratos deslizando sobre a água. Segundo Arnold, andavam à velocidade dos aviões a jacto da época. Um editor chamou-lhes flying saucers.
Duas semanas mais tarde, a Força Aérea Americana anunciava que os destroços  de um disco voador tinham sido encontrados num rancho perto de Rosewell, no Novo México, embora os pormenores fossem escassos e obscuros.
Tinha nascido um novo mito, embora ninguém percebesse bem do que Arnold falava. Mas os relatos de observações de objectos voadores não identificados (UFO) nunca mais nos deixaram.
Provavelmente, o que Ken Arnold viu foi uma formação de pelicanos em voo. O mais certo é ter sido uma trapalhada sem pés nem cabeça capaz de alimentar muitas imaginações férteis. Recordo que até Edgar Mitchell, o sexto homem a pisar o solo da Lua e já aqui referido, acredita que há extraterrestres e que eles andam por aí, tendo até papel importante na História por terem evitado uma guerra nuclear!
.

Sem comentários:

Publicar um comentário