sábado, 28 de abril de 2018

"MAYBOT"


.
Theresa May, ou simplesmente May, é também conhecida por "Maybot", heterónimo formado a partir das palavras "May" e "Robot". May repete até à exaustão chavões como Brexit means Brexit, ou No deal is better than a bad deal. São frases bem achadas, para usar com parcimónia. "Maybot" abusa com estas e outras.
Contudo, a conversa de May, oficialmente a figura com o discurso político mais robótico no Reino Unido, tem vantagens e ela saberá disso. Em análises feitas com o "Trint", uma geringonça de inteligência artificial que converte o discurso áudio e vídeo em escrita, concluiu-se que May é a personalidade mais fácil de entender, conseguindo transcrições 98,28% correctas das suas palavras.
Um responsável da "Trint" diz que tudo resulta da clareza e baixa velocidade do discurso, coisa que António Costa tem de aprender — sobretudo, deixar de "comer" metade das palavras.
No fragmento de vídeo publicado em cima, constata-se a clareza da pronuncia. Quanto à baixa velocidade, não tanto assim — pelo menos para quem não é inglês ou de país falante do dito.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário