segunda-feira, 18 de junho de 2018

FEISSEBUQUE

.

Com o título “Finalmente aderi ao feisseque…”, li hoje um texto  que não me lembro de quem é ― peço desculpa ao autor ― que reza em parte assim:
Actualmente, estou a tentar fazer amigos fora do Facebook … mas usando os mesmos princípios. 

Todos os dias saio à rua e durante alguns metros acompanho as pessoas que passam e explico-lhes o que comi, como me sinto, o que fiz ontem, o que vou fazer mais tarde, o que vou comer esta noite e mais coisas.

Entrego-lhes fotos da minha mulher, dos meus filhos, do meu cão, minhas no jardim, na piscina, e fotos do que fizemos no fim de semana.

Também caminho atrás das pessoas, a curta distância, ouço as suas conversas e depois aproximo-me e digo-lhes que “gosto” do que ouvi, peço-lhes que a partir de agora sejamos amigos e também faço algum comentário sobre o que ouvi. Mais tarde, partilho tudo quando falo com outras pessoas.

E funciona…

Já tenho 3 pessoas que me seguem…

São dois polícias e um psiquiatra.
(fim de citação)
.
ESTÁ PERFEITO!...
DIGO EU...
.
.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário