quinta-feira, 31 de agosto de 2017

AINDA O "PRÒ MENINO E PRÀ MENINA"

...

...
A recomendação de retirar os livros da Porto Editora "prò menino e prà menina" veio do ministro-adjunto, Eduardo Cabrita. Pedro Rolo Duarte explica-nos no site SAPO.PT porque Cabrita era o homem indicado para fazer a recomendação e diz assim:

[...] Pois bem, o ministro chama-se Eduardo Cabrita. Olhando o seu currículo percebe-se claramente a propriedade que lhe assistiu na recomendação que fez: foi secretário de estado adjunto da Justiça, ficou conhecido pela lei do arrendamento do PS e, nos tempos de Guterres, foi alto comissário de Apoio à Reestruturação do Equipamento e da Administração do Território. Ah, é verdade: também foi deputado. Quem poderia estar mais habilitado a palpitar sobre um livro pré-escolar de actividades para crianças? E quem poderia fazê-lo melhor de olhos fechados, “emprenhando pelos ouvidos”, como diz o povo, dado que claramente apenas viu as duas páginas polémicas que criaram todo o caso? Só mesmo Eduardo Cabrita. O território, a justiça e o arrendamento são a base essencial das edições infantis, como bem sabemos.

.
Está explicado, prontes...
...

Sem comentários:

Publicar um comentário