quarta-feira, 30 de maio de 2018

"DE BEERS"

.
.
O diamante, como é do conhecimento geral, é uma forma especial de carbono [C] que surge espontaneamente na natureza ao fim de quatro mil milhões de anos de laboração desta. É muito bonito, mas a extracção da pedra preciosa é caríssima e muito pouco amiga do ambiente.
E que tal fazer diamantes em três semanas? Seria baril! E é baril: pode fazer-se o diamante industrialmente, o que não sendo tão amigo do ambiente como não fazer diamante nenhum, não é mais poluente que extraí-lo da terra. Assim pensou a firma londrina De Beers, uma das maiores produtoras mundiais de diamantes extraídos em minas. No fim de contas, já é grande produtora de diamantes artificiais usados na indústria.
Significa isto que, mais ano, menos ano, os diamantes naturais serão uma chinesice, não querendo dizer que os chineses gostem deles. Se fazem o mesmo efeito, servem para a mesma coisa, como mostra a modelo Iman, em cima. Só não explica a legenda da fotografia que publico se os dentes da modelo são naturais, ou também feitos na De Beers 
— o mais provável!
.

Sem comentários:

Publicar um comentário