sábado, 26 de maio de 2018

NÃO É PLÁGIO MAS É PARECIDO

.
.
Ficava muito admirado se alguém lhe dissesse que uma personalidade famosa da História nunca existiu? Ou que outra não era quem se diz? Talvez não ficasse e talvez não fique porque, muito provavelmente, o que se "sabe" de algumas figuras não corresponda à realidade, ou à verdade. Há várias, de que falarei a seu tempo. Uma delas é Shakespeare, veja lá!
Seguramente, existiu alguém chamado William Shakespeare. Até há retratos dele. E foi escritor de muitas e boas obras.
A última afirmação é complicada porque, eventualmente, falsa. Muita gente acha que William Shakespeare é um pseudónimo e o nome do verdadeiro autor das obras ditas de Shakespeare não se conhece. O verdadeiro William Shakespeare nunca terá escrito muito mais que a lista da mercearia e ninguém entende como sabia tanto de Direito, Política e História.
Segundo J. Thomas Looney, um tal Edward de Vere, nobre que escreveu poesia assinando com o seu nome verdadeiro, será o verdadeiro autor da obra atribuída a Shakespeare. Depois da sua morte, os familiares publicaram-na e, dada a sua categoria de nobre, não querendo atribuir-lhe a autoria de peças de teatro, considerada arte menor, usaram o nome de um pobre desconhecido já falecido que respondia por William Shakespeare. O pobre desconhecido ficou mais conhecido que o Cristiano Ronaldo!

***

Originário de um surto 
de inspiração impúdica,
o plágio é o único furto 
que o próprio ladrão publica...
.
Pedro Mello
......

Sem comentários:

Publicar um comentário