sexta-feira, 27 de março de 2015

UM ARTISTA PORTUGUÊS

.



Os recortes publicados aí em cima foram tirados do jornal "Observador". Não são forjados pelo editor do blog "WEHAVEKAOSINTHEGARDEN", nem inventados por mim. A realidade ultrapassa a ficção, neste caso humorística.
Um ex-Primeiro-Ministro de Portugal, acusado de ter comprado um texto para fins académicos—posteriormente editado como livro em que figura como autor, acusação já de si tristemente significativa—vem a público dizer que é mentira porque foi ele que escreveu a dita trampa!
Santo Deus! Que mais irá acontecer?
Mesmo que a acusação fosse falsa, mandava a dignidade do cargo exercido nem responder, a bem do nome da Pátria. Qualquer ex-Primeiro-Ministro com um mínimo de postura tinha o senso de não acusar o toque. Entrar no diálogo ilustrado pelos recortes reproduzidos é o pé a puxar para a chinela.
Depois de tudo que tem vindo a público desde o dia 21 de Novembro passado, já nada surpreende. Paira no ar a imagem de um artista português tão bom como os melhores. E não o digo para escarnecer: admiro a perseverança e imaginação do homem na actividade de trepar à força de golpes de sacanice. Daqui a 50 anos, ninguém vai saber quem foi Palma Carlos, Pinheiro de Azevedo, Maria de Lourdes Pintasilgo, ou Mota Pinto; mas o Zezito vai ficar na História de Portugal como o Primeiro-Ministro mais prendado desta república de sucesso, só comparável a Alves dos Reis—é também esta uma forma de talento, afinal.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário