domingo, 17 de março de 2019

A ARTE DO TRAÇO

---
---
Ontem, um jornal, que já não recordo qual, publicou o esboço, feito com base em descrições do que poderá ser o aspecto do(a) eventual raptor(a) de Maddie, a criança inglesa que desapareceu no Algarve. São “meia-dúzia” de linhas que, à primeira vista, parece não servirem para nada; mas, olhando e pensando bem, se alguém viu o(a) raptor(a), conseguirá seguramente identifica-lo(a) através deste esboço.
Perguntar-me-ão porquê. Não sei! Mas olhando para o desenho, penso que, se tivesse visto a personagem, a identificava. Parece mais uma mulher que um homem, mas também funciona se for esse o caso.
Serve a conversa para salientar a importância que tem o traço. É surpreendente como com poucos riscos bem escolhidos se consegue dar a imagem de uma pessoa. Por vezes, é mais complicado:

---
---

Sem comentários:

Publicar um comentário