sábado, 30 de março de 2019

BREXSHIT

[...] Numa tentativa de me distanciar das insanidades do Brexit, encontro-me na profundidade da África. A minha esperança era ficar um pouco na rectaguarda, estar calmo e ter uma visão menos partidária. 
Só esperança. Com a distância a fúria aumenta. Quanto mais se viaja, mais estúpida esta coisa do Brexit parece. As pessoas aqui, cujo mundo de ciclones e mandioca raramente nos atinge, ouviram que há um problema complicado na Grã-Bretanha. Em qualquer mapa de satélite de hotspots da loucura humana, o Reino Unido brilha a vermelho quando observado do espaço sideral.
O acordo de retirada de Theresa May, desprovido até de um indício do que poderia vir depois, não conseguiu limpar o Commons ontem. Graças a Deus 
[...]
---
Matthew Parris in "The Times"
---

Sem comentários:

Publicar um comentário