quinta-feira, 29 de março de 2018

O QUE VAI SER DE FRANCISCO ?

.
.
A figura inserida em cima é um recorte de jornal onde se lê: Papa Francisco "abole Inferno", dizendo que as almas dos pecadores não arrependidos simplesmente desaparecem.
A imagem é o quadro de Hieronymus Bosch "O Último Julgamento".
Naturalmente, a ser tal como o jornal refere, o facto merece destaque e reflexão. Não sei a que devem obedecer as declarações papais para serem consideradas infalíveis, de acordo com o previsto em códigos que não conheço. Mas, se esta está incluída nelas, é de se lhe tirar o chapéu; tão de se lhe tirar o chapéu que já mereceu comentários discordantes de altas figuras da Hierarquia Católica, também elas — irónica e eventualmente — a pisarem o risco, ao contestarem a infalibilidade do Papa. E chegados aqui, é caso para a pergunta: Em que ficamos?
Sei que a ortodoxia do Catolicismo já deu algumas voltas ao longo dos séculos. Mas isso passou-se em épocas diferentes em que a opinião pública também era diferente. Hoje, uma reviravolta destas não é coisa menor. Direi mesmo que é coisa maior!
Ficamos a aguardar a evolução dos acontecimentos.

.
Entretanto, pode ler um artigo de opinião sobre a matéria, intitulado Death's Dominion, transcrito do jornal referido em cima, clicando aqui. Peço desculpa por não traduzir, mas o inglês é fácil (não é de Shakespeare!).
.

Sem comentários:

Publicar um comentário