quinta-feira, 22 de março de 2018

QUE TENHA UM LINDO ENTERRO

.
.
Mark Zuckerberg é um génio: com 33 aninhos construiu um gigante empresarial, uma máquina de fazer dinheiro, essa trampa que dá pelo nome de Facebook. Encheu os bolsos. Mas os bolsos de toda a gente têm limites de capacidade, incluindo os de Zuckerberg e, às tantas, começam a "deitar por fora" — até os dos génios. Assim aconteceu a Zuckerberg — rebentaram-lhe as algibeiras.
Sofregamente, vendeu a uma empresa britânica o que hoje vale mais que ouro, os dados dos utilizadores da trampa do Facebook. Não sei quanto ganhou com o negócio, mas o ricochete foi de mais de 5 mil milhões de dólares de prejuízo em poucos dias.
Agora está arrependido; não por ter traído os que confiaram nele, mas porque vislumbra a desgraça no horizonte. Desejo-lhe um lindo enterro empresarial.

.

Sem comentários:

Publicar um comentário