domingo, 23 de agosto de 2015

MAIS VALE PREVENIR . . .

.

Ontem, num festival aéreo em Soreham, Brighton, no Reino Unido, um dos aviões participantes despenhou-se e, em consequência, terão morrido 7 pessoas que viajavam em automóveis perto do aeroporto. Não se percebe se o piloto morreu porque a notícia da BBC refere apenas que foi retirado imediatamente do aparelho pelos serviços de emergência. Vendo o vídeo do desastre, é difícil admitir que não tenha morrido.
O problema que se põe diz respeito à legitimidade de realizar tais espectáculos sem isolar as áreas onde se realizam, expondo a acidentes pessoas que não têm nada a ver com eles.
Dir-se-á que o mesmo acontece com quase todos os aeroportos, mesmo os de utilização comercial. Mas no caso dos festivais aéreos a situação é diferente, dado que a sua realização destina-se quase sempre a exibição de manobras de risco, como aconteceu ontem—o piloto estava a tentar uma manobra de loop (não faço ideia do que seja), provavelmente complicada. E suspeito que os comandantes dos aviões de passageiros não efectuam tais piruetas por cima do aeroporto da Portela.
Festivais aéreos como o de ontem estão perfeitos em locais isolados. No meio de casas e estradas onde moram e circulam pessoas desprevenidas, nunca. Quanto aos espectadores, fica ao seu critério, desde que conheçam o risco.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário