segunda-feira, 24 de agosto de 2015

MAIS VALE TARDE . . .


.
O embaixador do Ministério das Relações Exteriores da Suíça, Valentin Zellweger, disse ontem que milhares de chefes de Estado ou altos funcionários públicos detêm contas em bancos suíços. O dinheiro dessas contas todos sabem como foi obtido, digo eu.
A Suíça não é o Zimbabué, o Burkina Faso, ou o Burundi. É um antigo e alegadamente civilizado País da Europa, conhecido pela sua contribuição cultural para o planeta Terra e seus habitantes, os terráqueos. Como pode justificar-se tal prática?
O citado embaixador explicou que está em vias de ser aprovada uma lei  sobre boas práticas bancárias, rebabá. Mais vale tarde que nunca. Mas, num País de relojoeiros admira como a coisa anda tão atrasada.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário