sexta-feira, 21 de agosto de 2015

VINGANÇA

.

[...] Sócrates vai tentar colar-se ao máximo às eleições legislativas para tentar prejudicar o PS e António Costa, que o deixaram sozinho em Évora. A repetida acusação de que está sob investigação “para condicionar as próximas eleições e impedir a vitória do PS” serve exactamente para condicionar as próximas eleições e impedir a vitória do PS. Sócrates quer vingança e a morte eleitoral de Costa. Comparados com esta bomba de destruição maciça, para Costa os seguristas só podem ser bons rapazes.

Isto escreve hoje Ana Sá Lopes no jornal "i". A tese da jornalista não pode estar mais correcta: a pior coisa que pode acontecer a Sócrates é o seu caso cair no esquecimento e na banalidade. Só o PS o pode evitar, mas Costa foge de se envolver. A conversa de Costa, de "à justiça o que é da Justiça e à política o que é da política", é para "pôr o rabo de fora". Foi só uma vez a Évora, o mais discretamente que pôde, só fala no caso quando pressionado pelos jornalistas e debita sempre o mesmo chavão.
Naturalmente, Sócrates não perdoa uma coisa assim e procura pressioná-lo/amolá-lo. Não digo que seja uma arma de destruição maciça, como lhe chama Ana Sá Lopes, mas vai fazer-lhe mossa.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário