quinta-feira, 20 de julho de 2017

NÃO QUERO MISTURAS

.
Os causídicos que defendem o Zezito têm andado muito calados — aliás, como o seu cliente, que perdeu o pio. Enquanto aguardamos o andamento do processo, era bom que satisfizesse a curiosidade dos portugueses sobre o mistério da sua vida, ou seja, de que vive e como paga a dois advogados há meses; mas isso interessa pouco agora. Do que queria mesmo falar era desses advogados.
Hoje, num comunicado a propósito da passagem do 4º aniversário do "processo "Zezito", e a respeito de terem sido constituídos mais dois arguidos, os advogados dizem, entre outras coisas que, "na lógica desta investigação, ainda falta constituir arguidos cerca de 10 milhões de portugueses, porque todos são suspeitos”.
Em face do citado, daqui envio, ao dr. Dellile e ao dr. Araújo, a mensagem de que vão para o raio que os parta — pela singela razão de que faço parte dos tais 10 milhões de portugueses, mas não do "clube" do Zezito e não quero colagens. Ficamos assim combinados e assentes, senhores doutores, esperando que não façam mais misturas de mau gosto.

.

Sem comentários:

Publicar um comentário