quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

CRÓNICAS DE TIMOR: O "TIMOR GAP" E OS "PETROLEUM PREDATORS"

Timor é terra que deixa marcas em todos quantos por lá passam. Habitada por gente simples e acolhedora, maltratada pela História, tem a beleza da Natureza primitiva genuína. Já em tempos publiquei alguns textos sobre Timor noutros locais. Ultimamente, tenho convivido com um antigo camarada das "guerras timorenses", o que reavivou o interesse pela região. Decidi, por isso, voltar a publicar alguns deles. Neste blog ficarão apenas curtos trechos de cada um e o link para ler os posts na totalidade.


Em Fevereiro de 1942 o Japão desembarcou em Timor uma força de 20.000 homens e ocupou a colónia portuguesa, sem sequer dizer “água vai”. Preparavam-se para lançar dali, o território mais próximo da Austrália, a invasão. Os timorenses, enquadrados por uma companhia de comandos australiana, cujo comandante ainda era idolatrado pelos naturais há 40 anos e tive o privilégio de conhecer pessoalmente já coronel reformado, Bernard Callinan, lutaram heroicamente contra os nipónicos, infligindo-lhes pesadas baixas, e paralisaram o esforço militar japonês. Morreram entre 60 e 70 mil timorenses mas, provavelmente, pouparam a Austrália à guerra no seu território e a muito sofrimento! [...]
Para ler o post na totalidade clique aqui

Sem comentários:

Publicar um comentário