terça-feira, 21 de agosto de 2012

DISSE MILHÕES DE ANOS ? !!!

.
Os olhos são provavelmente os órgãos mais extraordinários dos seres vivos. Tão sofisticados e complexos, que constituem um dos mais fortes argumentos dos que defendem a criação por um ser inteligente. A pergunta é: estão ali porque foram planeados, ou simplesmente são explicáveis pela evolução e selecção natural? É uma grande pergunta esta! Tão complicada, que até Darwin escreveu, na "Evolução das Espécies", que a evolução dos olhos parecia absurda no mais alto grau.
Mas Darwin admitiu que talvez tivesse ocorrido a gradação de um mero nervo óptico revestido por pigmentos, até ao órgão com o alto grau de perfeição actual ; teoria — dizia ele — comprovável, se existissem estados  intermediários contemporâneos. A investigação viria a dar razão a Darwin, ao encontrar formas de vida com órgãos visuais rudimentares e ao descobrir os mecanismos genéticos responsáveis pelo desenvolvimento dos olhos e sua evolução.
A evolução em geral, e particularmente a de certas características específicas,  é complicada para as nossas cabeças porque temos uma perspectiva temporal muito curta, de algumas décadas  —  as que vivemos. Mas a natureza "trabalha" em ritmo que não é o nosso: as coisas não se fazem em dezenas, ou centenas, sequer em milhares de anos, mas em milhões. E milhões de anos não cabem no encéfalo humano. São uma abstracção matemática, abordável no papel, ou na máquina de calcular, mas não pela nossa razão. Tenho 72 anos e acho muito. Mas um milhão é quase 14 mil vezes isso — não dá!
.

Sem comentários:

Publicar um comentário