sábado, 27 de outubro de 2012

MANDEM A ASAE

.
"Não tenho receio de nada", respondeu Miguel Relvas aos jornalistas quando questionado sobre a hipótese de perder a sua licenciatura. "Estou de consciência tranquila", afirmou o ministro. Isto lê-se hoje no DN.
Lê-se também que o certificado de licenciatura de Miguel Relvas inclui três cadeiras que não existiam quando esteve matriculado na universidade, em 2006/07—só começaram a ser lecionadas um ano depois do actual ministro ter saído da instituição.
Aqui—neste modesto espaço—digo eu agora que Relvas é um caso académico surreal porque real não é. Em minha opinião, Relvas não tem culpa, embora se afigure com perfil para pedir tudo aquilo. A culpa é da instituição auto-intitulada de universidade—também lusófona—de que haverá por aí mais exemplos, que abastardam o ensino superior e desacreditam quem tem rigor e mérito.
As universidades privadas reproduziram-se como cogumelos em tempo de chuva e aí estão algumas para dar canudos a troco de patacos. São importantes conquistas da Revolução dos Cravos, com competência para "encartar" os meninos das "jotas". Mas, valha-me Deus, não há ninguém que as fiscalize?  Mandem lá a ASAE, polícia adequada à matéria porque aquilo mais parece a Feira da Ladra. 
.

Sem comentários:

Publicar um comentário