sexta-feira, 23 de agosto de 2013

FADO MENEZES

.

O jornal “Público” noticia hoje que a candidatura de Menezes pagou, na Câmara de Gaia, várias despesas a habitantes do Porto, para onde pretende mudar-se a partir de Setembro. De acordo com o diário, Menezes terá pago rendas, facturas da luz, além de ter prometido casas, e até terá dado dinheiro a uma idosa que se deslocou a Gaia para esta almoçar e regressar ao Porto. Entretanto, a Comissão Nacional de Eleições informou que tais procedimentos são ilegais.
A candidatura de Menezes diz agora que a única vez que a ofereceu dinheiro foi a uma idosa, e num caso de “genuína generosidade solidária”, de acordo com o comunicado. “Uma única vez, e na decorrência da visita a uma idosa, doente, num local particularmente insalubre, ele [Menezes] e a comitiva que o acompanhava foram confrontados com uma situação em que essa mesma idosa, em estado de saúde muito precário, necessitava de comprar medicamentos no valor de 250 euros, com carácter de urgência”, reconhece a candidatura. Além disso, a mesma idosa tinha, no mesmo dia, que “liquidar duas pequenas contas da sua casa, o que lhe impediria de comprar os citados medicamentos”. Os elementos da candidatura, “face a esta situação, única e particularmente tocante do ponto de vista humano”, fizeram uma colecta e pagaram duas contas de 49,99 euros e de 84,44 euros, totalizando 134,43 euros, confirmou o líder do PSD Porto, Ricardo Almeida. Desta forma, a idosa pôde comprar os medicamentos.
A candidatura de Luís Filipe Menezes pagou esta verba através de transferência bancária, “com data de 19 de Agosto”. Isto é, os membros da candidatura fizeram a colecta, depositaram o dinheiro na conta da candidatura e, depois, transferiram os 143,43 euros desta para a conta bancária da idosa!  Ou é tudo uma conversa mal amanhada, a cheirar a esturro?
Valentim Loureiro dava electrodomésticos. Menezes paga contas das casas dos munícipes, "em actos "de puro humanismo e genuína solidariedade". De ir à lágrima!... Ah ganda Menezes!...
.

Sem comentários:

Publicar um comentário