sábado, 29 de abril de 2017

DA "FAST DIET" AO "FAST AGING"

.

Mimi Spencer era uma Lady desconhecida para mim até hoje, mas muito conhecida — mesmo fora da rua dela — que inventou uma coisa chamada Fast Diet, um sucesso comercial talvez, mas não  melhor nem pior que outras dietas que não prestam. Fez recentemente 50 anos, considera que entrou na "meia-idade" e escreveu sobre isso. Escreve bem; acho eu. Chama-se a peça "Guia de Sobrevivência para a Meia-Idade", título bem achado.
Mimi fala muito, ou melhor, escreve muito na dita peça, embora não vá gastar muitos bits com ela. Tem duas ou três passagens para anotar e usar de vez em quando em conversa de salão. Por exemplo, no início e para situar o problema da meia-idade, transcreve a mensagem que recebeu de uma amiga e contemporânea: “Hey Mims, sorry for the late reply. I sneezed and did something terrible to my back!” (Olá Mims, desculpa o atraso na resposta. Espirrei e dei um jeito terrível às minhas costas). Não me ocorre melhor maneira de caracterizar o problema do grupo etário em apreço. Mas Mims também tem um toque de inspiração ao comentar que não ficou surpreendida pois também ela "fez há dias uma distensão muscular num músculo da orelha ao mastigar muesli".
Sobre como sentir que se está na meia-idade, é difícil explicar. Para Mims, se simplesmente temos a idade que sentimos, ela tem dias de 23 e dias de 104, dependendo de quanto dormiu na noite anterior e da roupa interior que usa nesse dia. Normalmente, na faixa etária em causa, as pessoas sentem-se ensanduichadas entre o medo daquilo em que se tornaram e o medo daquilo em que não se tornaram — é complicado!
Do ponto de vista psíquico, e para terminar porque o quase-plágio já vai longo, Mims cita a colunista Ann Landers, muito forte na matéria: aos 20, preocupamo-nos com o que os outros pensam de nós; aos 40, não nos preocupamos com o que pensam de nós; e aos 60, descobrimos que os outros não pensam sequer em nós.

Muito bom, este guia. Pode ler mais aqui. 
.

Sem comentários:

Publicar um comentário