sexta-feira, 14 de julho de 2017

A ADMIRAÇÃO NÃO COMANDA A VIDA PORQUE ACABOU

.

Plutão, o planeta mais afastado da Terra no Sistema Solar, encontra-se a uma distância que varia entre 4,28 milhares de milhões de quilómetros e 7,5 milhares de milhões, dependendo do local da órbita em que cada um se encontra. Desde criança que tal distância se me afigurava coisa do "outro mundo", assim como contar os grãos de areia do Deserto do Sará. 
No curto período de uma vida, que ainda nem sequer acabou, tenho oportunidade de ligar a Internet e ser confrontado com um vídeo, em close-up, da superfície de Plutão, como vejo um vídeo feito por um drone sobre o Estádio da Luz. O vídeo chama-se New Horizons Flyover of Pluto, em que New Horizons é nome de uma sonda da NASA que viaja no espaço do Sistema Solar a tirar retratos a Plutão e seus satélites.
E o mais espantoso disto tudo é que mais de 90% das pessoas que vêem o dito vídeo nem sequer pestanejam antes de mudar para o site que informa sobre a estrondosa "vitória" de ontem, do Sporting sobre o Valência. Ou seja, não se admiram e a admiração, como dizia aqui há dois dias, comanda a vida 
 mais do que o sonho.
.

1 comentário:

  1. Há dois anos que a New Horizons tirou Plutão da escuridão e nos revelou as suas maravilhas. Mas, não me parece, de facto, que haja muitos portugueses impressionados com tais proezas. Por cá, a cultura e a ciência estão muitos pontos abaixo da ignorância e da boçalidade...

    ResponderEliminar