terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

REDUNDÂNCIAS

---

Uma das expressões com mais uso na actualidade é a da “igualdade de género”, no sentido de referir tratamento igual ao homem e à mulher ― ou à mulher e ao homem (ainda mal abri a boca e já estou a “embrulhar” a conversa). Resumindo, homem e mulher têm sexo diferente, mas são seres iguais sociologicamente e não só. O conceito pode estar certo, e seguramente está, mas a expressão  "igualdade de género” foi mal escolhida em minha  opinião. 
Género é um dos ramos da Taxonomia de Lineu aplicada aos seres vivos e que inclui os seguintes grupos: Reino – Filo – Classe – Ordem – Família – Género – Espécie. Nesta ordenação, não há distinção dos sexos. Macho e fêmea pertencem igualmente ao mesmo grupo. Então porque falar em igualdade de género? Talvez se disséssemos igualdade de espécie quando falamos em igualdade de género, fôssemos mais correctos.  Mas acho mesmo que se devia continuar a usar igualdade de sexos, pois o conceito diz respeito aos dois sexos em todos os grupos de Lineu e não ao género apenas.
---


---

Sem comentários:

Publicar um comentário