segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

OS GRANDES VELEIROS NA FILATELIA

.
.
"SEDOV"
.
A barca de quatro mastros “Sedov”, da Universidade de Murmansk, é o navio em que jovens cadetes recebem treino de oficiais náuticos, engenheiros de máquinas e especialistas de comunicações. Pode embarcar 320 pessoas, incluindo 75 tripulantes, 100 a 120 cadetes e, nalguns anos, 45 instruendos doutras nacionalidades. As viagens de instrução duram 3 a 4 meses e realizam-se ao longo da costa da Europa.
Lançado à água em 1921 no estaleiro Krupp, chamado “Magdalene Vinnen” fazia transporte de mercadorias; mas já nessa altura com cadetes embarcados. Em 1936, foi vendido à Norddeutscher Lloyd e, com o nome de  “Kommodore Johnsen”,  efectuou várias viagens de circum-navegação transportando cereais e carvão. Tal serviço cessou com o início da Segunda Guerra Mundial, passando a fazer só viagens de treino de cadetes. Depois da derrota da Alemanha, o Estado Russo apoderou-se dele.
Com o nome de “Sedov”, de Georgij Sedov que morreu numa exploração do Árctico em 1914, navegou como navio oceanográfico até 1966, data em que passou à reserva da Marinha Soviética. Em 1981, depois de complicados trabalhos de remodelação, foi convertido em navio de treino das escolas de navegação de Kalingrad  e Murmansk, tendo Riga como porto de registo.
Depois da queda do Muro de Berlim, em 1989, e a independência da Letónia, em 1991, foi  registado em Murmansk como navio da escola de navegação local.
.

.

Sem comentários:

Publicar um comentário