quinta-feira, 24 de maio de 2012

MEMÓRIA

.
.
Esta barca, de seu nome “Cabinda”, fotografada em 1903 com as velas amainadas, numa imagem com a qualidade expectável para a época, foi-me enviada pelo Prof. Poiares Baptista pela singela razão de que figurava num postal do seu antepassado Dr. Virgílio Poiares, médico da Armada, com serviços relevantes prestados em Damão, na antiga Índia Portuguesa, aquando da epidemia de peste que ali ocorreu em 1896/7, e lhe valeram o ser agraciado com a Ordem da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito.
Não sei se o Dr. Virgílio Poiares serviu neste navio, mas tinha a sua fotografia seguramente porque era o navio hospital da Divisão Naval do Atlântico Sul, com base em Luanda, no tempo da Monarquia.
Como estas coisas e as cerejas se comportam igualmente, pesquisando na Net, encontrei referências ao Dr. Virgílio Poiares num livro da Biblioteca da Universidade de Harvard, intitulado “Joint Report on the Epidemic Plague in Lower Damaun (Portuguese India)”, escrito por W.M. Haffekine, médico e investigador, em que se refere ao Dr. Koch, também ele presente em Damão naquela altura.
Aproveito para mostrar um desenho do artista amador José Pardal que penso é da mesma barca  “Cabinda”.
.
.

..

Sem comentários:

Publicar um comentário