domingo, 21 de setembro de 2014

PINGOS DE 'MEDIA'

.

António foi ao supermercado comprar lâmpadas. Reparou que tinham subido ligeiramente de preço e perguntou o que se tinha passado.
“Não sabe? Agora os equipamentos de iluminação trazem uma taxa para a EDP, pois quem compra lâmpadas vai gastar eletricidade. E, se assim é, deve pagar um pouco logo à partida. Aliás, nas torneiras é igual: quem as compra vai gastar água, pelo que não faz mal nenhum dar um contributo para a EPAL. [...]

João Garcia, "COBRAR A LUZ NO PREÇO DA LÂMPADA", in "Expresso"sobre a Lei da Cópia Privada


[...] A ideia da lei em causa é justamente a presunção de que o comprador de um iPhone se prepara para piratear obras avulsas. E o apogeu cómico é presumir que as obras são as dos "artistas" presentes no Prós e Contras: Carlos Alberto Moniz, Tozé Brito, Paulo de Carvalho, o rapaz dos Delfins, dois Vitorinos (o alentejano e o maestro da bengala), etc. [...]

Alberto Gonçalves, "A ARTE DE ROUBAR", in "Diário de Notícias"sobre o mesmo tema


[...] Um dia alguém há-de escrever a história desta inimaginável destruição de valor, que num mês e meio conseguiu reduzir a quase nada tudo o que um banco com um século e meio de existência tinha de bom: o seu capital de confiança, a sua carteira de clientes e respectivos depósitos, o mercado das empresas e os seus melhores quadros, em fuga acelerada para a concorrência. [...]


Miguel Sousa Tavares, "O VERÃO JÁ FICOU MESMO PARA TRÁS", in "Expresso", sobre o BES (Por qué no te callas?—pergunto eu).
.

Sem comentários:

Publicar um comentário