sexta-feira, 21 de maio de 2010

ESPERTEZA SUBMARINA

.

.

Em profundidades entre 1.800 e 4.000 metros de alguns oceanos, vivem dúzias de pequenos seres semelhantes a vermes, com 18 a 93 milímetros de comprimento e cílios brilhantes, contorcendo-se com a elegância de uma bailarina da dança do ventre, como mostra o clip.
Estes artistas têm no corpo depósitos de quatro câmaras separadas, com reagentes diferentes, para uso em legítima defesa. Quando ameaçados por um predador, libertam os compostos que, ao reagir mutuamente, criam uma esfera de luz verde intensa. É bioluminescência como a do pirilampo. Quando o predador percebe que a luz não se come, já o janota está longe.
Espertinho, não?

Sem comentários:

Publicar um comentário