segunda-feira, 23 de julho de 2012

COELHO À CAÇADOR

.
Segundo os jornais, Pedro Passos Coelho — durante um jantar do grupo parlamentar do PSD — terá afirmado : "Eu sei, ainda faltam as parcerias público-privadas. Recebemos o relatório e já estamos a tratar dessa negociação".
E ainda: "É um ponto de honra, não haverá privilégios que fiquem intocados. E nós iremos mexer nas parcerias público-privadas, e é este ano — não é para o ano, é este ano".
Quase caía da cadeira ao ler tal bitaite. Só os auscultadores que usava me seguraram pelas orelhas. Não é para o ano, é este ano é de cair de cauda. O homem acordou ou teve inspiração divina. Louvado seja O Todo Poderoso!
Agora tem de se cuidar com o pessoal do avental, se a conversa não for só farronca. Dois terços dos que estavam a aplaudi-lo estarão a esta hora reunidos nas lojas da obediência — mesmo sem o avental, dada a urgência da matéria — a delinear grosso modo como fazer-lhe a cama. E o Coelhone e similares já puseram a circular na Net milhões de bytes sob a forma de emails, ainda agora são 23 horas.
Suspeito que vamos ter coelho à caçador para prato principal não tardará muito.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário