quinta-feira, 26 de julho de 2012

HISTÓRIA

.

Faz hoje, 26 de Julho,  67 anos que o mundo assistiu a um facto político inesperado e surpreendente — Winston Churchill, Primeiro-Ministro de Inglaterra entre 1940 e 1945, provavelmente o mais popular de sempre na História do País, perdeu estrondosamente as eleições legislativas para Clement Attlee do Partido Trabalhista.
Com percentagens de popularidade nas sondagens de 83% — nunca inferiores a 78% desde 1940 — os britânicos acharam que Churchill era um grande condutor para fazer a guerra, mas sem perfil para governar na paz. 
Quando em 1940 chegou ao poder, formou uma coligação com os Trabalhistas, Liberais e Conservadores que mobilizou a nação e o libertou dos jogos políticos. Em tempo de paz as coisas eram diferentes e Churchill era completamente destituído de pachorra para manobras de bastidores, compromissos florentinos, danças de salão de quadrilha e toda a trapalhada lúdica com que os políticos passam o tempo.
Os ingleses não conservadores recearam provavelmente dar o governo a um conservador com o prestígio de Churchill, habituado a cortar a direito durante a guerra. Normalmente, os candidatos são derrotados por terem falhado antes. Churchill perdeu por ter tido um sucesso enorme. Seis anos mais tarde, em 1951, viria a derrotar Attlee e iniciar segundo mandato como Primeiro-Ministro  subtilezas políticas.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário