sábado, 29 de novembro de 2014

COELHO AO PODER !

.

[...] A Pátria empobrecida e sem muita esperança de enriquecer tão cedo substituiu a ideia de “enriquecer” pelo rancor aos políticos que a levaram a esta situação, venham eles de onde vierem e tragam o que trouxerem. [...]

Este é um trecho do artigo de Vasco Pulido Valente no "Público" de hoje. Anotei porque é exactamente o que sinto. Não tenho partido, nem posso ter nas actuais circunstâncias. O problema—se isso é problema—surge quando chega o momento de votar. A abstenção ou voto nulo são hipóteses, embora inconsequentes. Sobra o voto no palhaço, Tiririca, Beppe Grillo, ou José Manuel Coelho. É o modo mais eficaz de manifestar o que se pensa dos políticos, na esperança ingénua e pouco provável de que se sintam insultados.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário