segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

OS PASSARINHOS

.

Grande parte das aves dormem pousadas em galhos de árvore, ou locais semelhantes. Se nós dormíssemos assim, depois de adormecer, o mais provável era acordarmos no chão de imediato. Deixando de controlar em estado vígil a posição, através de contracções musculares, quem se aguentaria a dormir num galho?
Mas as aves não precisam de estar conscientemente com as patas fechadas e os dedos a envolver o galho enquanto dormem. A anatomia dos seus membros inferiores faz com que os dedos dos pés se fechem e agarrem os galhosou coisa equivalentesem necessidade de contracções musculares. Quando as articulações do joelho e do tornozelo flectem, o que acontece com o agachamento da ave no poleiro, os dedos dos pés são forçados a abraçá-lo, mantendo-a aí segura (ver imagem).
Aliás, o mesmo mecanismo funciona na caça. Quando a ave predadora cai sobre a presa, o embate flecte as articulações, fechando as garras, o que segura a vítima.
Aí está porque os passarinhos podem  dormir nas árvores e emporcalhar o seu automóvel que fica por baixo, se lá o deixar. A flexão das referidas articulações fecha-lhes as garras, mas não o cu!
.

Sem comentários:

Publicar um comentário