segunda-feira, 28 de abril de 2014

ATENÇÃO ! WARNING !

.

É raro o Governo dos Estados Unidos intrometer-se nas guerras entre as empresas de browsers da Internet, mas uma perigosa vulnerabilidade na segurança do "Internet Explorer" (IE), líder durante a última década, levou o "Homeland Security Department's Computer Emergency Readiness Team" a aconselhar os internautas a suspender a utilização do browser.
O aconselhamento de utilização zero resulta do facto do programa permitir a instalação de programas de malware, sem autorização dos utilizadores—programas que permitem roubar dados pessoais, acompanhar a navegação na Net, fazer importuna publicidade, e mesmo controlar o computador. As versões referidas do IE são a 6 e todas as posteriores.
Por vezes, quando se instala um programa, aparece numa das janelas da instalação a pergunta se se deseja instalar também uma pessegada dessas. Como quase sempre a pergunta já vem com resposta afirmativa, se não retirar o V, ela instala-se: preste atenção e instale só aquilo que quer.
Há pouco tempo, ao instalar um programa, e por esse mecanismo, veio junto com ele um programinha que abria a toda a hora janelas de publicidade sem ninguém fazer nada. Às vezes, é complicado ver-se a gente livre deles. Se tal acontecer, com esses ou outros mais perigosos, veja o nome do "bicho" e, se não conseguir removê-lo com a operação de desinstalar programas, consulte no YouTube. Há vídeos, quase todos brasileiros, que ensinam a eliminar os mais conhecidos que são muitos.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário