quarta-feira, 30 de abril de 2014

DE BAIXO PARA CIMA

.

Tudo no mundo se organiza, ou organizou,  de baixo para cima. A água é uma estrutura auto-organizada pelo hidrogénio e pelo oxigénio. A vida, de que ontem falávamos, é organização de proteínas coalescentes. As complexas células eucariotas resultaram de células procariotas muito mais simples que se combinaram ao fundir-se. A evolução é um processo biológico de apuramento das melhores espécies, partindo das mais elementares para as mais diferenciadas e mais bem adaptadas ao meio. A democracia é a resposta—de baixo para cima—aos sistemas políticos organizados de cima para baixo, como as monarquias absolutas e as ditaduras de todos os tipos, e assim sucessivamente, incluindo a linguagem, a cultura em geral e muito mais.
As culturas religiosas, nomeadamente com as teorias criacionistas e do desenho inteligente, deformaram a mente do homem que se habituou a ver projecto inteligente em tudo, incluindo aquilo que ele próprio organizou de baixo para cima—há um viés cultural na cabeça humana.
A Internet é, talvez, o melhor modelo—no nosso tempo—do "de baixo para cima" auto-organizado. Não há "encarregados",  "responsáveis", ou "supervisores".  A informação circula livremente, com o óptimo, o bom, o razoável, o assim-assim, o mau, o péssimo, o horrível, os artigos do Dr. Soares e os discursos de Vasco Lourenço. Como com a água-benta, cada um toma de lá só o que quer—eu, por exemplo, tomo os artigos do Dr. Soares sobre o ambiente e a ética republicana, e outras pérolas que circulam na Rede. 
A Wikipedia é um exemplo do "de baixo para cima". Comparada com as suas congéneres magistrais do Século passado, tem asneiras, calinadas, burrices, coisas duvidosas, mas está aberta à crítica e à correcção por pategos como eu e por gente ilustre que não é o meu caso. A ideia é construir a verdadeira enciclopédia, actualizada e auto-organizada de baixo para cima. E, como Darwin previu, só lá vai ficar o melhor.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário