quinta-feira, 25 de junho de 2015

FLASH INTERVIEW

.

O Dr. Costa está mal colocado na grelha de partida para as eleições, pior que Tozé, e anda entupido; entupimento que agrava a sua já proverbial falta de fósforo encefálico. Confrontado com o facto do PS não descolar da coligação nas sondagens, alivia-se com a tirada original, inédita e nada estafada de que as sondagens valem o que valem, o que, a ser verdade, não augura nada de bom para ele e para o PS.  
A esta, juntou agora outra: "As sondagens que contam são as das urnas", afirmação decorrente do nevoeiro que lhe enche a caixa craniana. Sondagens de opinião—é dessas que fala—por definição, são estimativas feitas a partir da consulta de amostras significativas, mas parciais. As urnas exprimem o resultado final da consulta ao total da população e são coisa muito diferente. Para o Dr. Costa é tudo a mesma cangalhada, está mais que visto.
Desta conversa, parte para outra  digna de flash interview no fim de jogo Sanjoanense vs Clube de Futebol de Perosinho: "Temos de continuar a trabalhar, a fazer o que nos compete e a reforçar a confiança". Faltou o "levantar a cabeça" e o "olhar em frente". Nesse aspecto, os jogadores da bola levam vantagem ao Dr. Costa. O que não me admira, acrescento.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário