quarta-feira, 18 de abril de 2012

PITÁGORAS DE SAMOS

.
Pitágoras de Siracusa
Disse um dia para os seus netos:
O quadrado da hipotenusa
É igual à soma do quadrado dos catetos.
.
Certo?
Errado!... Pitágoras era da Ilha de Samos e não de Siracusa. E o teorema está correcto, mas a quadra está coxa em excesso.
Pitágoras era um cromo. Fartou-se de viajar, sabia muita Matemática e Geometria e acabou ancorado na colónia grega de Crotona, no Sul da Itália. Tinha manias Pitágoras: em Crotona fundou uma religião e até criou uma ordem.
Bertrand Russel disse dele: É um dos homens mais enigmáticos e intrigantes da História. Não só o que lhe atribuído é uma mistura inextrincável de verdades e mentiras, mas até o que é indiscutível revela uma psicologia curiosa, mistura de Einstein e Mrs. Eddy ( fundadora da primeira Igreja de Cristo, Cientista).
A religião e a ordem que Pitágoras fundou eram complicadas. Tinham regras inesperadas [1]:
.
Não comer feijões;
Não apanhar o que cai ao chão;
Não tocar em galos brancos;
Não partir o pão;
Não mexer o fogo com ferros;
Não deixar as andorinhas fazer ninho no telhado;
Não caminhar nas estradas;
Não deixar a marca da panela nas cinzas, quando se retira fogo.

Como chega um homem assim ao quadrado da hipotenusa?

[1] Bertrand Russel: A History of Western Modern Philosophy, 1945
.

Sem comentários:

Publicar um comentário