segunda-feira, 23 de junho de 2014

AINDA NÃO ESTÁ DE ANANAZES

.

O estio começou há dois dias com o solstício do Verão, o Sol incide no hemisfério Norte com a menor inclinação de todo o ano, faz o mais curto trajecto através da atmosfera até chegar à Terra e, por isso, é menos filtrado. Todos os comprimentos de onda da sua radiação nos chegam em maior abundância, incluindo os infravermelhos, veículos do calor, e as temperaturas do ar são mais baixas agora do que dentro de um ou dois meses.
Estranho? Nem por isso.
Não é caso para admiração porque a temperatura do ar depende da temperatura da água dos oceanos, da terra e do volume das superfícies geladas no alto das montanhas. Assim, a temperatura só sobe significativamente quando a água do mar e a superfície seca do globo aquecer e quando as massas geladas diminuírem. Tal leva tempo, o tal tempo que se espera para sentir mais calor, lá para Julho ou Agosto. 
Tal e qual—no solstício do Inverno acontece o mesmo com a descida da temperatura. As temperaturas ambientes mais baixas ocorrem habitualmente em Janeiro, embora o Inverno comece em Dezembro.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário