sábado, 21 de junho de 2014

INESPERADO ? TALVEZ NÃO

.
[...] É contraditório afirmar que o celibato é um carisma e, depois, impô-lo como lei. Como lei, é contra o Evangelho e pode ser contra a natureza humana. O celibato obrigatório não vem de Jesus, é uma lei dos homens, e, como disseram os apóstolos, "importa mais obedecer a Deus do que aos homens". E os bispos e os papas são apenas homens. Não se pode impor como lei o que Jesus entregou à liberdade.

Anselmo Borges in "Diário de Notícias"
.

Sem comentários:

Publicar um comentário