terça-feira, 21 de março de 2017

UM PAÍS DE GULOSOS ! ! !

.
Numa entrevista ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung, publicada no domingo, Jeroen Djisselbloem afirmou: "Como social-democrata, considero a solidariedade um valor extremamente importante. Mas também temos obrigações. "Não se pode gastar o dinheiro todo em mulheres e álcool e, depois, pedir ajuda".  
Djisselbloem não especificou de quem estava a falar, mas podia ser da Grécia, da Irlanda, da Espanha ou, quem sabe, de Portugal. A conversa faz lembrar uma história contada por um familiar meu, de uma senhora que dizia sobre um conhecido, ou parente: "Fulano de Tal gastou a fortuna toda em doces e rebuçados".  Djisselbloem, Ministro das Finanças da Holanda, licenciado em Economia Agrícola ou coisa que o valha, Presidente do Eurogrupo, Presidente do Board of Governors do European Stability Mechanism, rebabá...,  acha que os gregos, ou os irlandeses, ou os espanhóis, ou os portugueses, ou todos eles, também se arruinaram a comer doces e rebuçados! Djisselbloem é uma ternura!
É urgente alguém apresentar o Zezito, o Vara, o Salgado, o Bava, o Granadeiro, e por aí fora, a Djisselbloem. O homem vive na terra dos anjos!
Entretanto, leio que Augusto Santos Silva considerou as declarações de Djisselbloem muito infelizes e, do ponto de vista português, "absolutamente inaceitáveis". Eu, como ainda tenho vergonha na cara, e para ser franco, fiquei aliviado com elas. Djisselbloem, na sua ingenuidade, faz saber ao mundo que os portugueses se arruínam "a comer doces e rebuçados". A ruína da Mãe Pátria Lusitana, afinal não tem nada a ver com a PT, com a OI, com a Lena, com Vale de Lobos, rebabá... Portugal está arruinado porque é um País de gulosos!!!...
.

Sem comentários:

Publicar um comentário