sábado, 25 de março de 2017

ZEZITO FAROLEIRO CÓSMICO

.
.
(Clique na imagem para ver um pulsar real)
..
Uma estrela de neutrões é o fruto da morte de uma estrela de média dimensão por esgotamento do combustível interior que é o hidrogénio. Já tenho falado nisso e continuo gosto de mastigar conversa, como Jerónimo de Sousa com a política "patriótica e de esquerda".
As estrelas maiores, quando isso acontece, originam buracos negros, com força gravítica quase tão grande como o Benfica. As menos volumosas originam estrelas de neutrões, também com enorme gravidade por terem muita massa (não euros, nem dólares), mas menos que os referidos buracos. De qualquer maneira, a pressão da força gravítica no interior da estrela é tão grande que até os átomos são esmagados! Os electrões — com carga eléctrica negativa — que gravitam em volta do núcleo atómico são "empurrados para o interior deste, onde se fundem com os protões — com carga eléctrica positiva — formando neutrões. Daí o nome destas estrelas, praticamente uma amálgama de neutrões.
Para complicar, por razões que não vou explicar porque tenho medo de "meter água", os fenómenos descritos imprimem às estrelas de neutrões um movimento de rotação mais rápido que um pião — a respeito disto, ficamos por aqui.
Mas, adicionalmente, também por razões complicadas, as estrelas de neutrões emitem feixes de radiação, que saem dos "polos", chamemos-lhes assim (só espero que nenhum astrofísico leia o que estou a escrever!). Esses feixes podem ser "visíveis", se não pelos olhos humanos, por aparelhos. E se são paralelos ao eixo da Terra, tudo bem. Se não são paralelos, só são visíveis intermitentemente, como a luz de um farol. Tal e qual! Por isso chamam-lhes "pulsares". Ponto e fim do xarope.
E porque me lembrei disto? porque vi o Zezito, numa fotografia, iluminado por uma estrela de neutrões, quiçá, por um pulsar — é uma fotografia e não dá para ver se a luz é permanente ou intermitente. Se fosse na TV, ou num filme do YouTube, dava.
Acho que vou mandar o clichê para a NASA para eles analisarem. É que, se é uma estrela de neutrões, ou um pulsar, o Ministério Público tem de ter isso em conta — o homem até corpos celestes manipula!... 
.

.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário