terça-feira, 22 de janeiro de 2013

É TUDO TARTARUGAS ATÉ AO FUNDO !

.
No livro "A Briefer History of Time", Stephen Hawking escreve a dado passo aproximadamente o que segue, ligeiramente modificado e cortado por mim.

Queremos saber o sentido do que nos rodeia e qual a natureza do universo; donde veio, qual o nosso lugar nele e porque são as coisas assim. Para tentar explicar, desenhamos esquemas e formulamos mecanismos do mundo. Desde a torre infinita de tartarugas a suportar um planeta plano que seria a nossa Terra, até às cordas, alegadamente constituintes das mais pequenas partículas subatómicas—o fim do caminho na viagem do enorme para o inimaginável pequeno.
Em boa verdade, são tudo teorias. Nunca ninguém observou um planeta plano e uma torre infinita de tartarugas; e também ninguém viu as cordas subatómicas de energia.  A teoria das cordas é matematicamente muito mais correcta, é um facto. E a teoria das tartarugas e da Terra plana não explica muitas coisas. Por exemplo porque nunca ninguém caiu da margem do planeta. A menos que essa seja a explicação do desaparecimento de gente no Triângulo das Bermudas.

Hawking é um génio que vive atormentado por uma doença medonha e injusta a que resiste, mantendo-se activo e criador. Além de extraordinário físico teórico, é um divulgador de primeira água. O livro de que adaptei o trecho acima vale a pena ser lido por quem tem interesse—mesmo mínimo—na Cosmologia.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário