quinta-feira, 28 de março de 2013

VOLTA BORDALO

.

O Governo de Passos Coelho tem muita qualidade. Tanta que até o PS e o PCP dizem coisas certas quando falam dele, o que é um fenómeno cósmico. Referindo-se às inspiradas declarações de Coelho, quando declarou que "o Tribunal Constitucional, assim como todas as restantes instituições nacionais, deverão ter sentido de responsabilidade neste momento do país", um tal Junqueiro do PS opinou que o Governo está "numa estratégia propositada para se estampar com o Tribunal Constitucional para depois se desculpar com alguma coisa". O estilo não é brilhante, mas a substância está perfeita.
Chegámos ao ponto de pressionar o Tribunal de forma descarada: Coelho há dias disse que o chumbo do Orçamento pelo Tribunal pode produzir efeitos muito piores que a simples demissão do Governo—imaturidade careca, a que vamos estando habituados neste País gerido por fedelhos, para usar a expressão de Medina Carreira.
Mas o tal Junqueiro, num dia intelectualmente orgásmico, ainda acrescentou: "O Primeiro-Ministro deveria antes ter feito um esforço para não fazer orçamentos do Estado inconstitucionais. Se eventualmente ele se baseia nos conselhos do seu ministro coordenador do Governo e no seu ministro das Finanças, é natural que as inconstitucionalidades aumentem a ritmo galopante". Tal e qual! E pelo Junqueiro não vai nada?!!!...
.

Sem comentários:

Publicar um comentário