quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

O QUE DIZ MARCELO

.
.
Há visitadores sociais, visitadores sanitários, visitadores de navios, visitadores do "Programa Primeira Infância Melhor",  "Visitadores do Pobre", há o Visitador do Vaticano para o Regnum Christi, os visitadores eclesiásticos e por aí fora — todos visitadores especializados. Marcelo visita tudo: é Panvisitador, ou Visitador Geral. Hoje visitou a "Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar da Póvoa de Varzim" que fazia dez anos. Amanhã visitará não sei o quê, exactamente, mas espero que não se esqueça do "Grupo dos Amigos de Olivença - Sociedade Patriótica", que já tem muitos mais anos.
E, como disse há dias Santana Lopes, "o Presidente não consegue ficar calado" e, por isso, fala. Hoje, falou na "Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar da Póvoa de Varzim" que fazia dez anos. E que disse Marcelo? Marcelo, numa associação de pescadores, apropriadamente, falou sobre movimentos de capitais para offshores. E  disse:
Se for assim, o que se teria passado entre 2011 e 2014, isso merece ser investigado e merece ser apurado para se tirarem lições para o futuro, porque em tempo de sacrifícios, porque foram muito grandes e alguns continuarão a ser, os portugueses que fizeram esses sacrifícios não percebem facilmente como é que houve alguns, se for esse o caso, uma minoria, que fugiu aos sacrifícios e não contribuiu para o que era do interesse nacional" (sic). Eu acrescentaria: E um caçador tinha um cão e a mãe do caçador era também o pai do cão.
.

Sem comentários:

Publicar um comentário